Loading...

Notícias

Mercado Livre de Energia cresce 23% mesmo com a pandemia

Mesmo diante das incertezas econômicas devido à pandemia, o Mercado Livre de Energia não para de crescer. Após um período de baixa de preços causada pela redução da atividade econômica devido ao coronavírus, já se observa um início da retomada do otimismo entre os investidores.

Segundo a Câmera de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), até maio deste ano, houve um crescimento de 23% em relação ao mesmo período do ano passado, totalizando 7.689 consumidores habilitados a negociar neste mercado. Entre dezembro a maio, houve aumento de 8% no número de agentes na CCEE (9.725 contra 9.010). E, no mesmo período, 718 novos consumidores migraram para o Ambiente de Contratação Livre (ACL), sendo 668 especiais e 50 livres.

Em 10 anos,  deve responder por mais da metade do consumo brasileiro, crescimento que representa a modernização do setor e um caminho para gerar mais competitividade para empresas de todos os tamanhos, da indústria ao comércio.

O que é o Mercado Livre de Energia?

O Mercado Livre de Energia é um ambiente onde vendedores e compradores podem negociar a energia elétrica livremente. Desta forma, são definidos preços, prazos e condições comerciais diretamente entre comercializadores e clientes, de acordo com suas necessidades.

Os benefícios da livre negociação são muitos: economia de até 25% na conta de energia, previsibilidade de custos e possibilidade de contratação de energia de fontes renováveis, que ajudam a diminuir a emissão de gases de efeito estufa, entre outros.

Assista a nossa série sobre o Mercado Livre de Energia e saiba mais.

Nós da AES Tietê podemos ser o seu parceiro para migrar para o Mercado Livre de Energia. Conte com a nossa energia e entre em contato com nossos especialistas. Clique aqui

Caso tenha dúvidas sobre a possibilidade da sua empresa migrar para o ambiente de contratação livre, faça uma simulação.

Fonte: https://www.canalenergia.com.br/noticias/53137548/ccee-ve-alta-de-23-no-numero-de-consumidores-no-mercado-livre

Fonte: https://economia.uol.com.br/noticias/estadao-conteudo/2020/06/14/em-dez-anos-mercado-livre-deve-ter-ate-50-do-consumo.htm#:~:text=’Em%20dez%20anos%2C%20mercado%20livre%20deve,ter%20at%C3%A9%2050%25%20do%20consumo’&text=Em%20dez%20anos%2C%20o%20mercado,segmento%20residencial%20de%20maior%20consumo