Aes Tietê
A- A+
Skip Navigation LinksAES TietêNossas UsinasManutenção e Modernização voltar
Manutenção e Modernização
Manutenção

Manutenção

Em 2009, a AES Tietê investiu R$ 57 milhões na manutenção e modernização de suas dez usinas hidrelétricas, em projetos de meio ambiente e nas PCHs (Pequenas Centrais Hidrelétricas) São José e São Joaquim, em São João da Boa Vista/SP. O objetivo é garantir a excelência operacional e assegurar a disponibilidade de geração de energia acima do exigido pelos órgãos reguladores do setor. Em 2009, a geradora investiu, apenas em obras de melhoria nas usinas, R$ 32,2 milhões, com destaque para os projetos das usinas Ibitinga, Água Vermelha, Promissão e Nova Avanhandava.

Outros R$ 12,3 milhões foram investidos para dar continuidade às obras de construção das PCHs São José e São Joaquim, em São João da Boa Vista (SP), que devem entrar em operação já em 2010. As ações ambientais, com destaque para o projeto de reflorestamento, totalizaram R$ 11,1 milhões em investimentos.

Em 2010, estão previstos investimentos de R$ 67,5 milhões em projetos de recapacitação e modernização de equipamentos, acões ambientais e PCHs. Entre as ações programadas encontram-se a conclusão da recapacitação e modernização de uma unidade geradora da Usina Ibitinga, início da recapacitação, modernização e automação da Usina Caconde e a continuidade da aquisição e recapacitação de transformadores das usinas Água Vermelha e Promissão.

Recapacitação e Modernização

Em 2009, foi dada continuidade a dois projetos de recapacitação¹ e modernização de unidades geradoras nas usinas Ibitinga e Nova Avanhandava. Nesta última, que envolvia uma unidade geradora, o projeto foi concluído em dezembro de 2009.

Em relação ao projeto da Usina Ibitinga, em maio de 2009 foi concluído o processo de contratação e, nos nove meses seguintes, foi desenvolvida a fase de planejamento do projeto. Nesse período, a AES Tietê, juntamente com a empresa contratada, analisou, planejou e detalhou todas as atividades e requisitos técnicos e de segurança do trabalho a serem realizados durante a parada da unidade geradora. A fase de execução da manutenção geral dessa unidade geral está prevista para ser concluída em 2010.

¹ Reforma geral para restaurar a confiabilidade operacional do equipamento e efetuar atualização tecnológica.

Aquisição e Recapacitação de Transformadores

O programa de aquisição e recapacitação, que começou em 2008, envolve quatro usinas e tem como objetivo:

  • A aquisição de um transformador reserva de 166 MVA (megavolt-ampéres) e recapacitação de três transformadores de 166 MVA para a Usina Água Vermelha;
  • A recapacitação de dois transformadores de 100 MVA da Usina Promissão;
  • A recapacitação de um transformador de 38 MVA da Usina Barra Bonita;
  • A aquisição de um transformador reserva de 4 MVA da Usina Mogi-Guaçu.

Em 2009, foi concluída a recapacitação de um transformador da Usina Barra Bonita e a compra de um transformador reserva da Usina Mogi-Guaçu. Está em curso o processo de fornecimento do transformador reserva da Usina Água Vermelha, com previsão de conclusão em 2010, juntamente com o processo de recapacitação de um transformador da Usina Promissão.

As recapacitações dos transformadores de Água Vermelha e Promissão tiveram seu cronograma reajustado para 2011 e 2012.

Sistema de Monitoramento e Diagnóstico

O objetivo do projeto é implementar um sistema de diagnóstico das condições operacionais das unidades geradoras das usinas da AES Tietê, utilizando modernas tecnologias, como a inteligência artificial. O sistema monitora continuamente as condições das unidades geradoras, emite alarmes e envia informações à equipe de engenharia e manutenção sobre possíveis anormalidades existentes.

A instalação nas unidades geradoras da usina Água Vermelha foi realizada durante o segundo semestre de 2009, simultaneamente às paradas das unidades geradoras para manutenção, otimizando o tempo de indisponibilidade exigido para o processo. O projeto está em fase de adequação final e tem conclusão prevista para o início de 2010, quando será conectado ao Centro de Monitoramento e Diagnóstico da Engenharia, em Mogi-Guaçu. Dessa forma, o Centro passará a analisar o desempenho das unidades geradoras da Usina Água Vermelha, juntamente com as unidades geradoras das Usinas Limoeiro, Bariri, Euclides da Cunha, Promissão e Mogi-Guaçu que já se encontram monitoradas desde o primeiro semestre de 2009.