Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Skip Navigation LinksAES TietêNotícias voltar

Notícias

Mulheres no mercado de energia renováveis

Estudo apoiado pela AES Tietê discute a relevância do papel feminino no desenvolvimento sustentável

13/07/2017

O tema da sustentabilidade está ganhando cada mais vez força e, atualmente, é considerado um pilar relevante na planejamento estratégico das empresas brasileiras. No setor elétrico isso não é diferente. Além de ser grande promotor da sustentabilidade no país, dada a significativa proporção de energias renováveis dentro da matriz elétrica brasileira (41,2% em 2015*), temas como redução da emissão de gases de efeito estufa, inclusão social e equidade de gênero  passaram a integrar as estratégias de desenvolvimento sustentável das companhias. A adoção de fontes renováveis como éolica e solar, em escalas cada vez maiores, reforça esse cenário.

Por entender a relevância de se contribuir para uma sociedade mais inclusiva, com a valorização da diversidade e com oportunidades para todos, nós, da AES Tietê, buscamos promover os princípios e as práticas de sustentabilidade para toda a nossa cadeia de valor. Além disso, pretendemos apoiar nossos clientes na elaboração de estratégias de desenvolvimento sustentável. 

Lançamento do estudo sobre energias renováveis no Brasil
Para ampliar as discussões sobre o futuro da matriz energética renovável e a inserção das mulheres nesse segmento de mercado, a AES Tietê desenvolveu, em conjunto com a Rede Mulheres Brasileiras Líderes pela Sustentabilidade, um estudo pioneiro sobre o tema: o Roadmap para Matriz Renovável. 

A publicação foi elaborada para entender o mercado de energias renováveis, seus entraves e as oportunidades de trabalho para o público feminino nessa área. Reúne dados globais e uma pesquisa realizada com 90 empresas do setor, em mais de 40 países, na qual constatou-se que 35% da força de trabalho é feminina. Um dado significativo, considerando que as mulheres representam apenas 20-25% da força de trabalho no setor energético. Isso pode refletir um maior interesse das mulheres pelos campos relacionados à sustentabilidade.

O estudo também se propõe a incentivar a elaboração de um programa de treinamento e capacitação de mulheres para instalação e manutenção dos equipamentos, proporcionando novos postos de trabalho e empregos técnicos qualificados. 

“A publicação está alinhada à nossa estratégia de desenvolvimento sustentável. Ao fomentar a importância da sustentabilidade aos nossos públicos de relacionamento, contribuímos para a construção de uma sociedade mais justa, inclusiva e igualitária”, diz Roberta Tennenbaum, diretora de Inteligência de Mercado da AES Tietê.​

Lideranças femininas pela equidade de gênero
A Rede de Mulheres Brasileiras Líderes pela Sustentabilidade é uma iniciativa que atrai e mobiliza mulheres em posições de liderança interessadas nas questões de sustentabilidade e que atuam em instituições públicas, empresas privadas, organizações governamentais, não governamentais e multilaterais. 

Desde a Conferência de Clima, em Paris, em 2015, a Rede de Mulheres vem articulando com empresas do setor de energia, consultorias, escritórios de advocacia e associações, uma proposta para incentivar a ampliação do uso da energia fotovoltaica no Brasil, com a meta de atingir, em 2030, um milhão de sistemas em uso.

CLIQUE AQUI e acesse o conteúdo do estudo, gratuitamente. 

(*) fonte: Empresa de Pesquisa Energética (EPE)

Roadmap2.png


 
  • Compartilhar: